Fóssil de crocodilo gigante descoberto na Lourinhã

Em vida, o animal teria atingido sete a nove metros de comprimento 

 

Por Teresa Firmino in Público, 25 Setembro 2002

 

Vértebras e dentes fossilizados de um crocodilo gigante, com 150 milhões de anos, foram encontradas nas arribas de Porto das Barcas, uma aldeia perto da Lourinhã. A criatura conviveu, assim, com os dinossauros do período do Jurássico Superior que vagueavam pela zona da Lourinhã. Este fóssil, descoberto em 1999, é apresentado hoje pela primeira vez à comunidade científica, no Congresso Ibérico de Paleontologia em Salamanca, Espanha, por Octávio Mateus, do Museu da Lourinhã. 

Fósseis revelam vida de neandertais

 

 

 

de Diário de Notícias (27 de Junho 2002)
 

Arqueólogos britânicos descobriram o que poderá constituir a prova mais concludente até agora encontrada de que os neandertais caçavam mamutes, além de outros animais, para se alimentarem. No sítio escavado na região de Norfolk, a equipa achou presas de paquidermes e utensílios de pedra, o que indica que o local poderá ter sido usado, há 50 mil anos, para esquartejar a caça.

Lei para proteger património paleontológico

em preparação

Grupo de especialistas nomeados pelo Ministério da Ciência estuda proposta de lei

 

Por Teresa Firmino in Público, 24 Setembro 2002

 

Se alguém descobre o fóssil de uma trilobite ou um trilho de pegadas de dinossauro, que legislação protege esse património paleontológico em Portugal? Salvo quando um sítio é classificado como monumento, essa legislação não existe, ao invés do acontece na arqueologia. Porém, um grupo de especialistas nomeados pelo Ministério da Ciência tem em cima da mesa de trabalho, desde a semana passada, uma proposta de lei para a protecção do património paleontológico.

Fóssil com 145 milhões de anos
É a tartaruga de água doce mais antiga da Europa. 

E é de Torres Vedras

 

 

Público de 23.02.2011 - 14:27 Por Teresa Firmino

Vivia numa zona de pântanos e linhas de água sinuosas. O seu fóssil pertence a  um género e a uma espécie novos para a ciência. Não muito longe do local onde nadava, o Atlântico Norte começava a formar-se e a separar a  Europa da América do Norte.

 

Fóssil descoberto no Rio Grande do Sul explica evolução dos mamíferos 

 

 

Quinta-feira, 24 Março 2011 às 22:05

 

Agência Estado

O Pampa gaúcho abrigou, há 260 milhões de anos, um parente longínquo dos mamíferos. Batizado de Tiarajudens eccentricus, o animal representa o registro mais antigo de uma estrutura dentária  sofisticada: com incisivos, molares e caninos. Graças aos diferentes tipos de dentes, ele podia cortar e mastigar alimentos, um luxo que  ampliou drasticamente sua dieta.

Home > Biblioteca Online > Notícias...

Centro Portugês de Geo-História e Pré-História  Praceta Campo das Amoreiras, Lote 1, 2.º O, 1750-021 Lisboa - Portugal                                                                                                  CPGP 2015